Cozinhas pequenas: 7 truques indispensáveis e muitas fotos

Cozinhas pequenas: 7 truques indispensáveis e muitas fotos

Tradicionalmente tida como um lugar de trabalho, a cozinha tem passado por diversas adaptações nas últimas décadas. Hoje, para muitas famílias, esse cômodo proporciona convivência e funciona também como um espaço para recepção de visitas. Apesar das mudanças, a estrutura reduzida ainda pode ser bastante incômoda para quem gosta de cozinhar e mesmo para aqueles que atribuem novas funções para o ambiente.

Por se tratar de um local onde a funcionalidade deve ser priorizada, muitas dúvidas podem surgir na hora de montar, organizar e decorar uma cozinha pequena. Por isso, é importante planejar cuidadosamente cada detalhe para otimizar o espaço e, segundo o arquiteto Glaucio Gonçalves, “o primeiro ponto a ser considerado é quem vai morar na residência, se é uma família com crianças ou se é uma única pessoa, e quais a necessidades e a rotina do morador”.

A partir disso, é possível encontrar boas opções de móveis e de eletrodomésticos que ajudem a dar um toque pessoal ao cômodo, de modo que a estética seja aliada ao bom aproveitamento do cômodo “assim, nenhum centímetro será perdido”, afirma a designer de interiores Caroline Ferrante.

Dicas para montar uma cozinha bonita e funcional


 

Resultado de imagem para espaço da cozinha

A observação de aspectos básicos, como a estrutura e a organização da cozinha, pode ser o primeiro passo para a evitar erros e garantir que esse cômodo da sua casa, mesmo que pequeno, seja bonito e funcional, tanto se o seu objetivo for unicamente cozinhar quanto para receber convidados.


1. Ponto de hidráulica e elétrica


O quesito mais importante para a montagem de qualquer cozinha é fazer a marcação dos pontos de energia e de água do cômodo. Além de evitar obstruções, essa identificação também previne o transtorno de acabar furando onde não se deve. “Com essa etapa cumprida, é possível começar a pensar em quais eletrodomésticos irão ser utilizados, assim como nos seus modelos e medidas”, afirma a arquiteta Karina Manfrinato.

Resultado de imagem para espaço da cozinha hidraulica e eletrica

 

2. Disposição


Antes de começar a definir a disposição dos móveis e eletrodomésticos é importante que a rotina e as necessidades do(s) morador(es) sejam avaliadas, pois assim será possível compreender se a cozinha deverá contar com uma mesa, com uma coifa ou até mesmo com o próprio fogão.

Essa consideração deve ser somada a uma análise da estrutura do cômodo: “se a construção for retangular, o ideal é concentrar os armários e eletrodomésticos em uma parede”, explica Caroline. Já para as cozinhas quadradas, a melhor opção é dispô-los em formato de “L”, deixando duas paredes livres. Segundo a designer, esses dois projetos contribuem para uma circulação confortável.

Imagem relacionada


3. Decoração funcional


A dica do arquiteto Glaucio para ter uma cozinha bem decorada é investir em eletrodomésticos modernos, que contam com diversas opções de cores e designs diferenciados, o que ajuda a dar um toque pessoal ao ambiente. A vantagem desse recurso não é apenas estética, Caroline comenta que deixar esses objetos expostos ainda poupa espaço nos armários.


4. Usar prateleiras


Ainda por conta da preocupação com espaço de armazenamento, Karina indica o uso de prateleiras e varões, que possibilitam a suspensão de utensílios e até de alimentos. Essa estratégia pode servir inclusive para deixar a bancada da pia livre, sem a necessidade do uso de escorredores de louça, desde que a superfície da peça seja vazada e em algum material que não enferruje, como alumínio ou inox.

 

Resultado de imagem para espaço da cozinha hidraulica e eletrica


5. Preferir o básico


Antes de escolher um jogo de cadeiras estiloso ou uma bancada espaçosa, vale priorizar os equipamentos fundamentais para uma boa cozinha, os quais, segundo a arquiteta, são: pia, fogão e geladeira. Entretanto, vale lembrar que essa seleção pode variar de acordo com as suas necessidades, sua rotina e sua preferência.


6. Evitar o acúmulo


Relacionada à dica anterior, é importante lembrar que, assim como em qualquer outro cômodo da casa, na cozinha é mais confortável manter um número reduzido de objetos, o que não prejudica a circulação e facilita a organização. “Quando já há uma mesa na sala de jantar e outra fixa na cozinha, esta última pode ser descartada”, exemplifica Karina.


7. Espaço para mesa


Se você é alguém que não abre mão de ter uma mesa na cozinha, Caroline recomenda que a aposta seja nas bancadas retráteis, que podem ser fixadas em uma das paredes do ambiente e abertas apenas quando for necessário.

Outra possibilidade indicada pela designer é direcionada aos proprietários que desejam realizar reformas: “a tendência dos ambientes integrados trabalha com bancadas e banquetas, essa é uma ótima alternativa para quem não pode ter uma mesa dentro de uma cozinha pequena”.

Como a própria denominação sugere, os móveis planejados são fabricados seguindo as medidas da cozinha e atendendo as suas especificações. “A vantagem desse tipo de mobiliário é que você consegue aproveitar todo o espaço e é bem útil quando for necessário fazer o armário no canto virando”, exemplifica Karina. Os modulares, por outro lado, são vendidos prontos e contam com uma variação pequena de medidas, o que limita sua utilização, uma vez que as peças podem não caber direito no cômodo.

Para sanar o dilema da escolha entre móveis modulares e planejados, Karina sugere que seja feito um orçamento das duas opções, “pois caso o modular se encaixe bem na disposição da cozinha, o valor dele é bem mais favorável”, afirma. Os módulos contam com a alternativa das placas, que podem ser instaladas em vãos para dar uma continuidade no visual da cozinha, mesmo quando o móvel acaba ficando menor do que o espaço disponível.

No que diz respeito às alterações de estrutura, Caroline indica o uso de rodapés do mesmo material da bancada ou do restante da cozinha para substituir as bases de alvenaria, que geralmente indicam onde cada peça deve ser instalada.

Como tamanho não é documento, uma cozinha pequena não precisa ser sinônimo de cozinha sem personalidade. Não é necessário usar muitos objetos soltos para decorar esse cômodo, muitas vezes os próprios móveis já conferem estilo ao ambiente, o que é influenciado por características de seu próprio desenho.


Cozinhas pequenas e modernas


De modo geral, os móveis lineares são os responsáveis por dar um ar moderno à casa. No caso das cozinhas, as linhas retas e contínuas são acompanhadas pelos puxadores embutidos e também lineares. Além disso, “ficar atento à iluminação, à funcionalidade, à escolha dos modelos dos eletrodomésticos e da harmonia das cores e texturas, também contribui muito para a modernização”, afirma Caroline.
Foto: Reprodução / <a href="http://thedesignfiles.net/2015/02/madeleine-and-karl-stamer-and-family/" target="_blank">The Design Files</a>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © - Todos os direitos reservados.